VAI TER GREVE

VAI TER GREVE

Rodoviários decidem em assembleia paralisar o transporte coletivo

E os usuários do transporte coletivo urbano de Pelotas acordam sem ônibus para suas necessidades de locomoção.  A partir da 0h desta sexta-feira, motoristas e cobradores cruzaram os braços por tempo indeterminado em protesto contra o não-atendimento pela classe patronal de reivindicações da categoria. A decisão pela paralisação ocorreu em assembleia na noite desta quinta-feira (20), na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Pelotas(STTRP).

Na negociação que se iniciou em outubro, os trabalhadores reivindicam 4,5% de reajuste nos salários, a inflação do período – totalizando 8,5% – mais plano de saúde e manutenção de conquistas de outras negociações. Os empresários sinalizaram apenas com o INPC, algo em torno de 4%.

O motivo determinante para a deliberação pela greve, na assembleia, foi a desigualdade nos percentuais recebidos pelos trabalhadores e do reajuste na tarifa urbana, a qual foi reajustada em 10,5%, passando de R$ 3,35 para R$ 3,70.

“E as empresas ainda estão pagando menos R$ 0,46 no litro do óleo combustível, além dos ganhos com o fim da gratuidade nas passagens dos usuários com menos de 65 anos”, salientou Claudiomiro Amaral, presidente do STTRP. (Por Augusto Santos)

DIA começa sem transporte coletivo e população trabalhadora terá dificuldades de locomoção

DIA começa sem transporte coletivo e população trabalhadora terá dificuldades de locomoção



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: