TRÁFICO : Ação de equipe da DRACO prende seis

TRÁFICO : Ação de equipe da DRACO prende seis

A Polícia Civil, na tarde de terça-feira, através da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), com apoio da Guarda Municipal, desarticulou um ponto de venda de drogas no loteamento Dunas, bairro Areal. Na ação, seis pessoas foram presas e houve apreensão de mais de 430 gramas de crack, uma pistola calibre 7,65 municiada, um colete balístico, balança de precisão e dinheiro. Segundo o delegado Márcio Steffens, parte da droga já estava fracionada, e pronta para a venda. “Com a droga apreendida, seriam separadas aproximadamente 3.500 porções de crack para venda a usuários”, contou o delegado.

SEIS – A operação policial ocorreu à rua 13 no Dunas. De acordo com os policiais, um homem em prisão domiciliar, estava traficando no local. Para despistar, a droga era armazenada na casa de uma mulher. Ao chegar no local, polícia encontrou ela e mais quatro em frente à moradia. Houve abordagem, e a droga foi localizada, bem como o apenado. Além da quantidade de expressiva de crack, também foram apreendidas 120 petecas de cocaína. O grupo foi levado à Delegacia, sendo que o casal, posteriormente foi encaminhado ao Presídio Regional.

Flagrante ocorreu no loteamento Dunas

Flagrante ocorreu no
loteamento Dunas

ZONA NORTE – Às 20h30min de terça, policiais militares realizavam patrulhamento no bairro Getúlio Vargas (BGV), quando, na esquina das ruas 3 e 15, observaram homem em atitude suspeita. Com a aproximação da viatura, ele seguiu para casa mas, a pedido dos policiais, parou para abordagem. Durante a revista, foi verificado que, na cintura, ele portava revólver Taurus, calibre 38, e seis cartuchos. Além disso, também estava com duas porções de maconha, equivalente a 4,5 gramas.  Com o acusado de 47 anos, policiais encontraram a quantia de R$708,00. O registro na Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), foi efetuado no começo da madrugada de quarta-feira.

FURTO – Terça à tarde, família deslocou até a localidade do Totó, para relaxar no dia de intenso calor. O grupo acomodou-se sob a sombra, mas o sossego foi curto. Repentinamente, o alarme do veículo foi ativado, e foi observado que a porta estava aberta. Ao chegar no carro, a vítima de 46 anos constatou o arrombamento, e o sumiço de documentos, cartões, remédios, faca, facão, e a quantia superior a R$300,00. Sem pistas sobre a autoria, a desconfiança é sobre os ocupantes de carro que estava próximo. Na Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), conforme o boletim de ocorrência registrado à noite de terça, foi mencionado o modelo e características do veículo que estava perto do carro da vítima.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: