Shows de Wander Wildner na região

Shows de Wander Wildner na região

Ela andava pela cidade distraída/ pensando na vida, esperando o sol/ ela subiu a montanha mais alta/ acendeu uma fogueira/ na cidade todos souberam que era um sinal/ as crianças pegaram suas roupas de frio/ e correram para as montanhas/ os mais velhos seguiram as crianças/ então ela soube que a sua mensagem/ tinha ido além/ ela andava pela cidade distraída/ pensando na vida, esperando o sol. Versos de “O sinal”, música que integrará o novo disco de Wander Wildner. Conforme divulga, “O mar vai muito mais além no meu olhar”, será lançado em março. De volta à região, o genial compositor e músico gaúcho apresentará shows na região.

SÃO LOURENÇO – Nesta sexta às 22h, show solo de Wander Wildner em São Lourenço do Sul. A apresentação divulga novas músicas, mas também terá sucessos como “Eu tenho uma camiseta escrita eu te amo”, “Bebendo vinho”, “Um lugar du caralho” e “Mares de cerveja”. O local será o “NoContainer” – rua Duque de Caxias 417. Informações via WhatsApp: WhatsApp (53) 99126.1388; (53) 99137.3259.

JOÃO GILBERTO – Sábado às 22h, Wildner tocará no João Gilberto. Ele menciona: “O meu show em Pelotas será solo, e estarei tocando guitarra, com repertório que terá clássicos como ‘Eu não consigo ser alegre o tempo inteiro’, ‘Amigo Punk’, ‘Eu queria morar em Beverly Hills’, ‘Jesus voltará’. E, é claro, novas canções. Lancei cinco discos nos últimos cinco anos. Depois do Carnaval estarei lançando disco novo, ‘ O mar vai muito mais além no meu olhar’, que gravei em casa, com letras que falam da minha relação direta com a natureza, e o desdobramento dela no universo. Devo tocar alguma música dele no show. Espero que os interessados apareçam no João Gilberto. Até lá”. A produção local do show, reúne Pop-Rock Discopub e JG. Ingresso antecipado a R$20,00, pode ser adquirido no Studio CDs ou João Gilberto – rua Gonçalves Chaves 430.

Apresentação sábado no João Gilberto

Apresentação sábado no João Gilberto

METAMORFOSE – Anos oitenta, o punk com a banda “Replicantes”, que emplacou hits como “Surfista Calhorda”. No início dos noventa, Wildner integrou bandas como “Sangue Sujo”. Em 96, o primeiro disco solo “Baladas Sangrentas”, que tem o estilo punk brega, e faixas que se tornaram clássicos do artista. Em 99, “Buenos Dias!”, mantendo estilo do sarcasmo inteligente. À época, era acompanhado pela banda Chulé de Coturno. Na trajetória, diferentes fases, estilos, sonoridades, e muita criatividade. Wildner explica: “Não tenho um estilo musical definido, faço canções e cada uma pede um som específico”. Os mais de dez discos podem ser ouvidos e adquiridos no site: wanderwildner.com.br

(C0G0Y)



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: