NÃO DEU! Aumenta pressão no Xavante

NÃO DEU! Aumenta pressão no Xavante

Brasil resistiu o Inter enquanto foi possível: perdeu por 1 a 0 no Beira-Rio e segue na zona de rebaixamento do Gauchão

O Brasil resistiu o Internacional até os 30 minutos do segundo tempo. O gol de Rodrigo Moledo – finalmente vencendo o goleiro Carlos Eduardo (melhor jogador em campo) – determinou mais um revés do time rubro-negro no Campeonato Gaúcho, nesta segunda-feira, no Beira-Rio. Segue com três pontos, na penúltima colocação e na zona de rebaixamento. O Inter aliviou a pressão e saltou para a quinta posição, com sete pontos, nesta quinta rodada.

Goleiro Carlos Eduardo evitou um placar mais elástico

Goleiro Carlos Eduardo evitou um placar mais elástico

Paulo Roberto optou pela escalação de três volantes: Leandro Leite, Souza e Washington. Os extremas Branquinho e Douglas Bággio ganharam a missão de puxar o contra-ataque e se aproximar de Michel. A estratégia não deu certo no primeiro tempo, apesar de o empate por 0 a 0 ao final dos 46 minutos fosse um excelente resultado – até pelas circunstâncias do jogo. O domínio foi completo do Inter.

Carlos Eduardo fez duas grandes defesas em finalizações de Tréllez e Edenilson. Heverton evitou o gol de Tréllez, após mais uma chegada de Iago pelo lado esquerdo, aparecendo às costas de Ricardo Luz. O travessão também salvou o Brasil numa conclusão de D’Alessandro da meia direta. O time rubro-negro não teve nenhum chute a gol.

A falta do gol ampliou a pressão para cima do Internacional na segunda etapa. O Brasil passou a ter finalmente a jogada do contra-ataque. Em cruzamento de Daniel Cruz, Bággio se passou da bola na pequena área: chance clara de gol. Em seguida, Sousa assustou os colorados ao pegar um rebote na entrada da área. A bola foi para fora. Depois de mais uma defesa de Carlos Eduardo, a bola sobrou para Moledo, que completou para a rede, aos 30 do tempo final..

FICHA TÉCNICA

INTER 1  x  0 BRASIL

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno (Zeca), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, D’Alessandro, Nico López,  Neílton e (Sarrafiore); Tréllez (Pedro Lucas). Técnico: Odair Hellmann

BRASIL: Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Santos; Leandro Santos,  Washington (Boquita), Souza e Branquinho D. Bággio (Fernandinho), Michel (Daniel Cruz). Técnico: Paulo Roberto Santos

  • Árbitro: Leandro Vuanden,  auxiliado por Tiago Augusto Diel e André da Silva Bitencourt
  • Cartões amarelos: Bruno, Cuesta e Sarrafiore (I); Bággio, Leandro Leite e Heverton (B)
  • Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Image 3

Image 2

 



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: