MEMÓRIA  : Exposição homenageia centenário do Fica Ahí

MEMÓRIA : Exposição homenageia centenário do Fica Ahí

Nas vitrines 11 e 12 da galeria Central, mostra “Clube Cultural Fica Ahi, Pra Ir Dizendo, 100 anos de História e Resistência”

Por Carlos Cogoy

Até 6 de março, exposição sobre o centenário do Clube Cultural Fica Ahí Pra Ir Dizendo. A abertura ocorreu ontem, e reúne dezenas de fotografias que registram momentos do clube negro fundado a 27 de janeiro de 1921. Nas vitrines 11 e 12 da galeria Central – entre as ruas 15 de Novembro e Calçadão da Andrade Neves -, também constam vídeos e itens como estandarte, recibo e estatuto. O material da exposição “Clube Cultural Fica Ahi, Prá Ir Dizendo, 100 anos de História e Resistência”, foi reunido junto à comunidade e associados. Na coordenação da campanha realizada neste mês, o grupo Amigos do Fica Ahí, e a direção do clube que tem Teresa Joaquina Gomes Costa como presidenta. A mostra também conta com registros do Projeto de extensão: “Clube Fica Ahí: valorização e reconhecimento do associativismo negro pelotense” (ICH/UFPEL), sob a coordenação da professora Rosane Rubert. A exposição tem organização e montagem de Eli Golande, Gerson Machado e Gabriela Ferreira. Na curadoria, Antrolab.

Academia do Samba esteve sediada no clube

ACERVO – Ontem à tarde, Eli Golande e o coreógrafo Daniel Amaro, estavam finalizando os detalhes da exposição. Conforme Eli Golande, a campanha de arrecadação de fotos, documentos e objetos, reuniu mais de cem itens. Assim, ele menciona que, durante o período da mostra, possivelmente haverá trocas de imagens. Com isso, sugere que o público acompanhe o acervo em exposição, pois novas fotos serão expostas nas vitrines.

NÚCLEOS TEMÁTICOS – Para distribuir o acervo disponível, os curadores optaram por divisões temáticas. Assim, foram organizados sete núcleos com imagens. No primeiro núcleo, a origem do clube nos cordões carnavalescos. No núcleo dos presidentes, constam trinta fotografias. Na trajetória de cem anos, houve fases nas quais os mandatos dos presidentes eram de cinco até dez anos. No núcleo das debutantes, além das imagens, alguns objetos como abajur, perfume e calendário, ambientam o período que embalava o imaginário das adolescentes. Também estão organizados os núcleos social, cultural e resistência. No espaço “presente e futuro”, a memória como base para estimular novas perspectivas.

Arqueólogo Gerson Machado prepara material histórico

CURIOSIDADES – Entre as curiosidades da mostra, um recibo de pagamento da mensalidade do cordão clube negro Fica ahi Pra Ir Dizendo. O documento é de 1948, e foi cedido por Everton Maciel. também cópia manuscrita do estatuto do clube. Além disso, imagens de figuras ilustres que estiveram no clube, como os intérpretes Dolores Duran (1930/1959) e Jamelão (1913/2008).

ANIVERSÁRIO no dia 27 terá programação especial. Às 10h, sessão solene na Câmara Municipal, com transmissão pela TV Câmara. A proposição é do vereador Paulo Coitinho (Cidadania), e o evento reunirá os demais parlamentares, bem como a presidenta Teresa Joaquina Gomes Costa, Neil Rodrigues Pinheiro (Conselho Deliberativo do Fica Ahí), e Daniel Amaro (Amigos do Fica Ahí).

Cantor Jamelão esteve no Fica Ahí

LIVE DO CENTENÁRIO será às 20h com homenagem à sócia emérita Celestina Pinto. No evento, a doutoranda e professora Carla Ávila estará abordando “As resistências de negritude em Pelotas – Clube Cultural Fica Ahí, Prá Ir Dizendo”. Já a mestranda em antropologia Patrícia Morales, explanará sobre “Racismo e Antirracismo a partir do clube cultural Fica Ahí. Também estão programadas manifestações da secretária estadual da cultura Beatriz Araújo, secretário municipal de cultura

Paulo Pedrozo, presidenta Teresa Joaquina Gomes Costa (Fica Ahí), e presidente do Conselho Neil Rodrigues Pinheiro, bem como do ex-presidente Raul Borges, e da duquesinha Antônia Silva.

DOCUMENTÁRIO – Na live, exibição do primeiro episódio do documentário “Clube Cultural Fica Ahí Prá Ir Dizendo, 100 anos de História e Resistência”, registro feito por Everton Maciel. Complementando a programação especial, falas da rainha Raissa dos Santos, e da homenageada Celestina Pinto. Para assistir, acesse Fica Ahí Pra Ir Dizendo no Facebook.

PIT STOP no dia 30 às 17h, em frente à sede do clube – rua Marechal Deodoro 368. A iniciativa segue os protocolos sanitários, e as tituladas e representantes dos clubes coirmãos da cidade, estarão recebendo uma lembrança do centenário do Fica Ahí. Para isso, conforme tem ocorrido nalgumas promoções, não acontecerá aglomeração física, mas os veículos estarão transitando à frente do clube.

AMIGOS DO FICA AHÍ tem sido importante suporte e estímulo para a retomada do clube negro. No grupo, Everton Maciel, Eli Golande, Daniel Amaro, Luis Fabiano Gonçalves, Carla Ávila e Virginia Borges. As atividades acontecem em conjunto com a diretoria do clube.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: