Médicos alertam para cuidados com as doenças de pele no verão

Médicos alertam para cuidados com as doenças de pele no verão

Combinação entre sol, areia, praia, piscina e excesso de suor elevam o risco de algumas doenças da pele

A temporada de verão exige uma atenção especial com as doenças de pele que são mais comuns nesta época do ano. A orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS (SBD-RS), é ficar atento especialmente àquelas situações mais comuns que são as micoses, brotoejas e manchas e sardas brancas.

Uma situação frequente é a micose, quando fungos encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como calor e umidade. Pés, virilha e unhas são os lugares mais comuns, mas isso não significa que outras partes do corpo estejam imunes. Secar-se bem após o banho e tentar manter as áreas mais suscetíveis secas é a melhor forma de evitá-la.

As brotoejas são pequenas bolinhas que surgem devido ao suor, principalmente nas dobras da própria pele. Podem ser bolhas transparentes com pouca coceira ou “bolinhas” avermelhadas que coçam bastante. Usar roupas leves e soltas e evitar locais muito abafados que propiciam o suor excessivo são algumas dicas para evitá-las.

Por fim, as sardas brancas representam danos que os raios solares causam na pele, levando a destruição das células que estimulam a melanina. Já as manchas senis ou melanoses solares, em geral, são escuras, de coloração entre castanho e marrom. Ambas podem surgir em áreas cronicamente expostas ao sol, como a face, o dorso das mãos e dos braços, o colo e os ombros. São causadas pela ação cumulativa da radiação solar e a melhor forma de evitá-las é uso de protetor solar e cuidados em geral com horários de exposição.

Além disso, a recomendação é sempre consultar o Dermatologista para saber quais cuidados especiais são necessários para a pele de cada um.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: