JARDIM AMÉRICA : Moto é rastreada e  assaltante é preso

JARDIM AMÉRICA : Moto é rastreada e assaltante é preso

No domingo à noite, jovem de 21 anos transitava de moto à avenida Duque de Caxias, proximidade de condomínio do programa “Minha Casa Minha Vida”. No registro efetuado às 22h42min de domingo na Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), ele relata que parou a moto, para poder falar ao celular. Nesse momento, foi surpreendido pela chegada de caminhonete Ford Ranger, cinza, com grupo de desconhecidos. O veículo trancou a passagem do motociclista, que não teve como deixar o local. Dois homens desceram da picape, sendo que um estava armado. De imediato, a vítima compreendeu que seria roubado.

ASSALTO – O homem, branco, com frase tatuada sobre um dos olhos, apontou a pistola em direção à cabeça da vítima, e anunciou o assalto. Um comparsa, obeso, pegou a moto, uma Honda Titan 160, preta, ano 2018. A vítima também teve de entregar o capacete e celular. Eles rapidamente deixaram o local, e o jovem comunicou a Brigada Militar, bem como a proprietária da moto.

CabeçalhoRASTREAMENTO – De acordo com o registro na DPPA, a proprietária agilizou o rastreamento do veículo, e a Brigada foi comunicada sobre a localização. O local indicava o bairro Jardim América no Capão do Leão. Houve deslocamento até a rua Manoel Osvaldo Barbosa. Na casa que sinalizava o rastreador, a polícia encontrou o suspeito P. S. S. de 21 anos. Ele estava com a companheira e a filha, e portava a pistola usada no crime. Na abordagem, policiais encontraram a moto, e também recuperaram o capacete e o celular da vítima.

PRISÃO – P. S. S. foi reconhecido pela vítima, como um dos assaltantes. Conforme o registro, na delegacia foi verificado que, contra ele, também havia mandado de prisão, expedido pela Vara de Execuções Criminais.

CRACK – Outra prisão no Jardim América, ocorreu no domingo às 20h30min. De acordo com o registro na DPPA, policiais militares efetuavam patrulhamento quando, à rua Santa Clara, realizaram abordagem de transeunte. Na averiguação, encontraram com o suspeito, uma sacola plástica com 99 pedras de “crack”, e a quantia de R$119,00. O jovem D. G. T. de dezoito anos, sem antecedentes, assumiu que usaria a droga para traficar. Mas, como acontece reiteradamente, foi breve a ilusão de que, vendendo crack, conseguiria dinheiro fácil. Preso, ele foi encaminhado para exames de praxe na UPA do Areal, e posteriormente à delegacia.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: