HISTÓRIAS EM QUADRINHOS : Curso para projetos autorais

HISTÓRIAS EM QUADRINHOS : Curso para projetos autorais

Sexta às 14h, oficina gratuita de Quadrinhos no Espaço Daniel Bellora

Por Carlos Cogoy

Autor de HQs e professor Sandro Andrade divuga inscrições para nova turma

Autor de HQs e professor Sandro Andrade divuga inscrições para nova turma

Todos têm histórias para contar. Histórias em quadrinhos são um veículo acessível para narrativas. Os quadrinhos têm uma linguagem própria, sendo ao mesmo tempo literária e gráfica. Afirmações do quadrinista e professor Sandro Andrade (CEARTES/UFPel), que está divulgando inscrições para o curso “Histórias em Quadrinhos – Projetos Autorais”. O curso acontecerá no Espaço de Arte Daniel Bellora – rua 3 de Maio 1.005 -, e terá duração de quatro meses, com aulas às terças e sextas das 9h ao meio-dia. O início será dia 12 de março, e cada turma terá limite de oito alunos. Na sexta às 14h, convida Sandro, acontecerá oficina gratuita, onde haverá explanação sobre os conceitos e práticas. Informações: (53) 3303.0675; (53) 9 8153.9043.

AUTORAL – Sandro explica: “O curso visa os projetos autorais. Alunos criarão suas próprias histórias e personagens durante o curso. Esse curso visa aqueles que já têm uma noção de desenho. Não se trata de curso de desenho, mas sim de quadrinhos. Na primeira etapa, o material utilizado será folha A4, lápis, régua e borracha. Para a finalização será necessário caneta nanquim, bloco de desenho A3, pincel. O processo digital é opcional ao aluno, e no curso não será abordado. O digital será limitado ao escaneamento e tratamento das imagens para impressão. Já para os interessados em desenho, temos um curso para principiantes, e basta entrar em contato que envio as informações”.

HQ Sandro 3TEMÁTICA – O ministrante salienta que o curso terá quatro módulos. No primeiro, enfoque no “Roteiro”, abrangendo: argumento; referências; diário de bordo; roteiro técnico. O segundo será sobre “Personagens”, e abordará: model sheet; características; tipos físicos, personalidade gráfica. O terceiro “Páginas” desenvolverá sobre: esboços; composição; uso da perspectiva; narrativa cinematográfica; narrativa gráfica. Já a quarta etapa será “Fechamento”, enfocando: finalização; tratamento digital; fechamento para impressão.

NONATRIX – Sandro ministra cursos e oficinas de HQ desde 2002. No entanto, diz ele, a partir de 2013, passou a desenvolver um conceito pioneiro na cidade. Trata-se de enfoque com aprofundamento que não era acessível em Pelotas. Na trajetória, curso no Instuto dos Quadrinhos em São Paulo, e mestrado em artes visuais na UFPel, onde está concluindo período como docente no Centro de Artes. Um novo projeto é Nonatrix. Ele esclarece: “Estou envolvido com uma história em quadrinhos, chamada ‘Nonatrix ‘, que vai ser publicada numa antologia de terror ainda neste ano. É uma releitura contemporânea de uma criatura mitológica e a história se passa no Brasil. É uma mistura de ficção científica e terror. Em ‘Nonatrix’ divido o roteiro com Fabrício Lima, e a arte fica por minha conta. Quem está produzindo essa antologia é o Editorial Hope, que está inaugurando uma divisão de quadrinhos chamada ‘Obscurus’”.

MERCADO das HQs conforme Sandro: “Antigamente, para publicar só tinha um jeito: entrar para o mercado internacional de HQ, ou seja, EUA ou Europa, já que aqui nunca existiu um mercado mesmo de quadrinhos. Ou, como alternativa, a publicação de fanzines. Atualmente se tem um panorama completamente diferente e mais favorável em alguns aspectos. Hoje os independentes no Brasil compõem uma grande parcela da produção de Quadrinhos. Basta ter alguma grana e se consegue fazer uma tiragem, mesmo que modesta do trabalho. Ainda mais com sites de financiamento coletivo. E outro ponto a favor são as feiras de Quadrinhos, cada vez mais fortes. E quando se fala em independentes, não se está falando de fanzines, embora a produção permaneça forte. Mas independentes são as publicações que primam por uma qualidade gráfica profissional. Porém não estão atreladas a editoras”.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: