Flamengo vai patrocinar jovens remadores de Pelotas

Flamengo vai patrocinar jovens remadores de Pelotas

O projeto ‘Remar para o Futuro’ que, há três anos, é polo de identificação e geração de talentos no remo em Pelotas acaba de conquistar um feito determinante para o futuro profissional de jovens atletas. A iniciativa da Prefeitura, que beneficia cerca de 30 alunos da rede municipal de ensino, firmou um convênio com o Clube de Regatas do Flamengo – referência nacional na modalidade.

A parceria possibilitará a federação dos participantes, a partir dos 17 anos, que alcançarem indicadores de excelência nos treinos. É o caso de Mariana Macedo, Evelen Cardoso, Piedro Xavier e Facundo Mezquita — remadores que já subiram em pódios nacionais e internacionais, e são os primeiros a simbolizar o vínculo com o clube carioca.

DESDE 2015, o ‘Remar para o Futuro’ revela vocações

DESDE 2015, o ‘Remar para o Futuro’ revela vocações

Orgulhosa e feliz com a notícia, a prefeita Paula Mascarenhas salientou que o convênio é fruto da dedicação e talento dos atletas. Também afirmou que sempre acreditou no potencial do projeto e, portanto, além de mantê-lo quando assumiu a Prefeitura, optou por ampliá-lo.

“A conquista só nos anima a seguir investindo em iniciativas como essa. Estimular a vida saudável de crianças e jovens, incentivar a prática esportiva e dar oportunidades maravilhosas para os seus futuros é o nosso objetivo”, disse a prefeita.

Paula – que, de acordo com o coordenador técnico do projeto, Oguener Tissot, é uma das figuras determinantes para o sucesso da iniciativa – ressaltou que a parceria representa uma porta aberta aos alunos da rede municipal para uma nova vida e que o trabalho de qualidade executado pela equipe do ‘Remar’ foi fundamental para este importante passo. “Conseguiram superar todas as minhas expectativas”, comemorou.

NOVOS DESAFIOS

No último  sábado,  o grupo embarcou para o Rio, onde permanecerá até meados de abril. Na cidade, preparam-se para uma regata, válida pelo Campeonato Estadual do RJ, que ocorrerá no domingo (31). O próximo desafio dos atletas consiste na seletiva nacional e no Campeonato Brasileiro de Barcos Curtos, entre os dias 11 e 14 de abril. Os que passarem pela seleção representam o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Remo, a partir do dia 24 de abril.

No início de março, sete integrantes do projeto (incluindo os quatro federados), acompanhados por Tissot, treinaram na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, ao lado de remadores olímpicos e profissionais do grupo rubro-negro. A experiência, além de viabilizar novas experiências e aprendizados aos pelotenses, também representou a consolidação do convênio.

O reconhecimento não veio à toa, já que o resultado do trabalho no município fica visível no tilintar das medalhas já conquistadas. Com vitórias importantes e pódios inéditos no currículo, o ‘Remar’ já trouxe para a cidade títulos significativos, como o ouro e o bronze no Campeonato Brasileiro de Barcos Longos, em novembro, e outras 17 medalhas no Circuito Uruguaio de Remo, em outubro.

MOMENTO HISTÓRICO

Enquanto treinarem em Pelotas, os federados receberão ajuda de custo do Flamengo e, assim que completarem 18 anos e se mudarem para a cidade, terão estudo, moradia, alimentação e salário garantidos.

“Em 2018, fomos o único clube do interior do Rio Grande do Sul a participar de regatas no nível nacional e internacional. Atualmente, somos o quinto colocado geral no ranking de clubes do Brasil; o único que não está em uma metrópole. Esse convênio representa a visão promissora de não apenas absorver talentos, mas fomentar e incentivar o esporte onde mais é necessário”, afirmou o coordenador do projeto.

Tissot, que classifica o momento como histórico para o município, acredita que a parceria será fundamental para o desenvolvimento do esporte na cidade e região, ao possibilitar o vínculo com mais um grande polo de treinamento. “A proximidade com o Flamengo vai ser muito importante para a crescente do ‘Remar’. A oportunidade de treinar com atletas que disputaram campeonatos mundiais e são referências na modalidade amplia a visão sobre o futuro e a carreira deles”, acrescentou.

RETORNO POSITIVO

Além do patrocínio, o clube também emprestará equipamentos ao projeto pelotense, a fim de oferecer uma estrutura mais qualificada para crianças e adolescentes que ingressam nas aulas, o que vai gerar o aumento do número de vagas ofertadas. Conforme o bom desempenho, a ida até o Rio para treinar com os remadores experientes também está assegurada, bem como a participação em competições estaduais e nacionais na cidade.

É o que aconteceu com Shaiane Ucker, Robson Radmann e Maria Fuhrmann – os três adolescentes que acompanharam a comitiva do ‘Remar’ ao Rio, no início do mês, e participaram das atividades na Lagoa Rodrigo de Freitas.

“São atletas mais jovens, mas igualmente promissores que podem ter a mesma oportunidade de serem federados”, contou Tissot.

REMAR

O projeto, totalmente gratuito e responsável por abrir as portas do esporte a crianças e adolescentes, e dar visibilidade a uma modalidade ainda pouco difundida no país, é fruto de parceria interinstitucional. A iniciativa envolve a Prefeitura, através da Secretaria de Educação e Desporto (Smed), o Centro Português 1° de Dezembro e a Universidade Federal de Pelotas, e possibilita aos participantes benefícios como vale-transporte, atendimento com educadores físicos, fisioterapeuta, nutricionista e traumatologista, aulas de ioga e musculação.

TRÍADE DE INCENTIVO AO ESPORTE

A iniciativa ainda conta com o apoio do Grêmio Náutico União (GNU), de Porto Alegre, onde os esportistas e equipes técnicas trocam experiências em campings de treinamento e se preparam juntos para competições. O GNU também empresta equipamentos para o projeto pelotense desde o início das atividades. Agora, os três clubes unem forças para desenvolver uma nova geração de remadores em Pelotas e gerar uma nova perspectiva para suas carreiras profissionais, aponta Tissot.

APOIO

Também foram determinantes para a concretização do convênio, de acordo com o coordenador, o secretário e o diretor da Smed, Artur Corrêa e Sérgio Ferreira; a presidente do Centro Português, Maria Regina Freitas, o coordenador geral do projeto, professor Fabrício Boscolo Del Vecchio; o vice-presidente do Grêmio Náutico União, Paulo Prado; e o gerente de esportes náuticos do Flamengo, Marcello Varialle. Sicredi, Arroz Emoções, Freedom Veículos Elétricos, CFC Drive Car e UCPel patrocinam e apoiam o Remar.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: