Calorão, temporal e alagamentos – Pelotas registra 116 milímetros de chuva em dois dias

Calorão, temporal e alagamentos – Pelotas registra 116 milímetros de chuva em dois dias

O departamento de Drenagem do Sanep registrou, desde segunda-feira (14), a marca de 116 milímetros de precipitações na cidade – destes, 61 milímetros foram apenas até as 17h40min desta terça-feira (15) -, enquanto a média histórica para o mês de janeiro costuma ser de 120 milímetros.

A fim de evitar maiores transtornos ocasionados pela chuva, equipes atuam nos bairros para garantir a limpeza dos bueiros, nos pontos com maior concentração de água, e a Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (SSUI) monitora possíveis problemas.

Conforme a Defesa Civil, que acompanha a situação no município, a região mais crítica é a Colônia Z3, onde moradores informaram a obstrução de um encanamento, o que ocasionou a entrada de água nas residências. A SSUI e a Secretaria de Desenvolvimento Rural já estão no local e auxiliam no escoamento.

No momento, alagamentos foram observados em regiões do Areal, Três Vendas e Fragata. Algumas ruas, como a Marcílio Dias e a Professor Araújo, e avenidas – a exemplo da Domingos de Almeida, Duque de Caxias e Bento Gonçalves – estão com níveis elevados de água, mas o Sanep informa que as casas de bomba mantêm funcionamento normal e as equipes trabalham na retirada de lixo das grades que chegam até os equipamentos.

Equipes atuam nos bairros a fim de minimizar alagamentos. Situação mais preocupante é na Colônia Z3

Equipes atuam nos bairros a fim de minimizar alagamentos. Situação mais preocupante é na Colônia Z3

Nas ruas Saldanha Marinho, entre Tiradentes e Dom Pedro II, e na Sete de Setembro esquina Marcílio Dias, os agentes de trânsito interromperam o tráfego e orientam os motoristas. O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas também registra acúmulo de água.

Próximo às 16h desta terça-feira, a Secretaria de Serviços Urbanos havia recebido apenas a demanda de um morador do Fragata quanto a problemas relacionados à chuva. Apesar do volume de precipitações, o Sanep verifica que a água mantém bom escoamento e baixa rápido na maioria dos locais.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: