Atleta do ‘Quem Luta Não Briga’ compete por vaga na Seleção Brasileira

Atleta do ‘Quem Luta Não Briga’ compete por vaga na Seleção Brasileira

A atleta pelotense do ‘Quem Luta Não Briga’ – projeto de taekwondo da Prefeitura –, Ana Victória, participou do Grand Slam Nacional para formação da Seleção Brasileira de Taekwondo Adulta. O evento ocorreu durante o final de semana, no Rio de Janeiro. A jovem não conquistou a vaga, mas teve a oportunidade de lutar com Talisca Reis, considerada a melhor atleta do Brasil na modalidade, em 2018, e atual titular da categoria, conta o treinador e coordenador do projeto, Rossano Diniz.

“Foi uma experiência fantástica. A Ana demonstrou um amadurecimento enorme, fazendo uma ótima luta. Para nós foi uma honra estar entre os melhores do país e um incentivo para seguirmos atrás deste sonho”, afirma o mestre de taekwondo.

Sobre a experiência de lutar com Talisca, Ana salienta que tornou-se ainda mais fã da atleta e destaca os planos para o futuro. “Inicio o ano contente com a estreia na categoria principal. O foco agora é levantar a cabeça e seguir trabalhando duro para buscar o lugar mais alto dos pódios e conquistar pontos para o ranking nacional e internacional”, acrescenta a jovem.

Disputa ocorreu no final de semana em solo carioca

Disputa ocorreu no final de semana em solo carioca

Novos desafios

A pelotense já retornou para São Caetano do Sul, onde treina desde o final de janeiro na Two Brothers Team – equipe responsável por classificar cerca de 60% dos atletas para a Seleção e, portanto, a melhor do Brasil, de acordo com Diniz. No final do mês, ela e Yago Lima (também atleta do ‘Quem Luta Não Briga’) embarcam para Las Vegas, nos Estados Unidos, para outro desafio: a disputa do US Open Taekwondo Championships, entre 27 de fevereiro e 3 de março.

O evento é válido para o ranking da Federação Internacional de Taekwondo e uma “vaquinha” online foi criada para arrecadar recursos a fim de viabilizar a viagem dos atletas, que buscam patrocínio e apoio financeiro para custos com passagens, hospedagem, inscrição e alimentação na cidade norte-americana. Os jovens, que têm o objetivo de reunir R$ 6,5 mil, arrecadaram até o momento R$ 1,4 mil.

O QLNB é desenvolvido pela Secretaria de Educação e Desporto, em parceria com a Escola Superior de Educação Física, da Universidade Federal de Pelotas e o Instituto de Menores Dom Antônio Zattera.



Fonte: Diário da Manhã
Redação: redacao@diariodamanhapelotas.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: